Avançada

Fundarpe - Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco

Notícias

02.09.2013 - 10h09

O 11º Festival Estudantil de Teatro e Dança se encerrou neste domingo (1/9) com premiação

Com incentivo do Funcultura, o festival apresentou novos talentos das artes cênicas desde o dia 14/9

Divulgação

Descrição da imagem

O 11º Festival Estudantil de Teatro e Dança, com incentivo do Funcultura, terminou neste domingo, após programação intensa desde o dia 14 deste mês, com a premiação aos melhores do evento, no Teatro de Santa Isabel. Na categoria Teatro Adulto, “A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica”, do Curso de Iniciação Teatral Cênicas Cia. de Repertório, ficou com o troféu de melhor espetáculo, além dos prêmios de atriz coadjuvante para Bárbara Brendel e maquiagem para Toninho Miranda. Na categoria Teatro Para Crianças, o melhor espetáculo foi “Coisas do Mar”, do Grupo Teatral Ariano Suassuna e Escola Estadual Santos Cosme e Damião, de Igarassu, que abocanhou ainda mais cinco estatuetas, direção (Albanita Almeida e André Ramos), ator (Elton Daniel), cenário (André Ramos), figurino (Kattianny Torres) e texto inédito (o grupo). Em Dança, na categoria Grupo, a melhor coreografia ficou com “BOPE”, da Escola Municipal Irmã Zélia de Nicácio, de Pesqueira; e na categoria Solo, Duo ou Trio, a melhor coreografia foi um empate entre “Rosa e Paulo”, do Studio de Danças, e “Confundidos”, da Aquarius Tribal Fusion e Núcleo de Cultura da Fafire. Dos prêmios Destaque, em Teatro: o Coletivo de Teatro Bárbara Idade, do Sesc de Santo Amaro, pela transposição do universo poético de Manuel Bandeira para a cena teatral em diálogo com a vida de cada integrante na peça “Alumbramento Bandeira”, com direção de Rodrigo Cunha. Em Dança, a Black Escobar, pela exploração plástica na coreografia “Da Terra ao Caos”, do Grupo Arte Em Movimento.

Segue lista completa dos vencedores: 

Vencedores
no Teatro Para Adultos - 11º Festival
Estudantil de Teatro e Dança

Prêmio Destaque em Teatro:

Ao Coletivo de Teatro Bárbara Idade, do
Sesc de Santo Amaro, pela transposição do universo poético de Manuel Bandeira
para a cena teatral em diálogo com a vida de cada integrante na peça
“Alumbramento Bandeira”, com direção de Rodrigo Cunha.

Melhor
Espetáculo:

A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica (Curso de Iniciação Teatral Cênicas
Cia. de Repertório – Recife)

Melhor Direção:

Lane
Cardoso (Xeque)

Melhor Ator (empate):

Hoton Esteves
(Retratos da Realidade) e Tarcísio Vieira (Muito Pelo Contrário)

Melhor Atriz:

Anna Perrsy (60 Segundos –
Vidas Que Se Cruzam)

Melhor Ator coadjuvante:

Gemeson Lins (Quem Casa, Quer Casa)

Melhor Atriz coadjuvante:

Bárbara
Brendel (A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica)

Melhor Cenário:

Gabi Cabral (Kola
Kola)

Melhor Figurino:

Lane Cardoso e
Sarah Paixão (Xeque)

Melhor Iluminação:

Lili Lima (Fake
Fiction)

Melhor Maquiagem:

Toninho Miranda
(A Incrível Confeitaria do Sr. Pellica)

Vencedores no Teatro Para a Infância e
Juventude – 11º Festival Estudantil de Teatro e Dança

Melhor Espetáculo:

Coisas do Mar (Grupo Teatral Ariano Suassuna e Escola Estadual Santos
Cosme e Damião – Igarassu)

Melhor Direção:

Albanita Almeida e André Ramos – Coisas do Mar (Grupo Teatral Ariano Suassuna e
Escola Estadual Santos Cosme e Damião)

Melhor Ator:

Elton Daniel (Coisas do Mar)

Melhor Atriz:

Cláudia Barbosa (A Menina e o Vento)

Melhor Ator Coadjuvante:

Não houve
indicação

Melhor Atriz Coadjuvante:

Rafaela Fonseca
(Tempo de Brincar)

Melhor Cenário:

André Ramos (Coisas do Mar)

Melhor Figurino de Teatro Para Crianças:

Kattianny Torres (Coisas do Mar)

Melhor Iluminação:

Luiz de Lima Navarro (Outra História de
Francisco)

Melhor Maquiagem:

Não houve indicação

Melhor Texto (inédito de autor
pernambucano):

Coisas do Mar – Grupo Teatral Ariano Suassuna, sob supervisão de André
Ramos, Kattianny Torres e Albanita Almeida

Comissão
julgadora: Jorge Clésio, Luciana Barbosa, Ana Paula Sá e Henrique Celibi.

Vencedores e Indicados em Dança

Categoria Grupo

OBS:
 Votou a Comissão
não destinar os prêmios de Melhor Bailarino e Bailarina na Categoria Grupo, por
entender que vários foram os estudantes e artistas bailarinos que mereciam este
prêmio, concluindo não ser justo dá-lo a apenas um bailarino ou uma bailarina.

Melhor Figurino
Grupo

Emanuel Ancelmo Morais dos Santos – BOPE (Escola Municipal
Irmã Zélia de Nicácio)

Melhor
Coreógrafo(a) Grupo

Michele Maranhão
e Ana Elena Janovitz – Pra Falar de Amor (Culturarte Companhia Jovem de Dança e Culturarte Escola de Formação em
Dança)

Melhor
Coreografia
 Grupo

BOPE (Escola Municipal Irmã Zélia de Nicácio –
Pesqueira)

Prêmio
Especial do Júri

A Black Escobar Pela Exploração Plástica do Tema na Coreografia Da Terra ao Caos (Grupo Arte Em Movimento e Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia de Pernambuco – Campus Recife)

Categoria Solo, Duo ou Trio

Melhor
Bailarino Solo, Duo ou Trio

Caio Pinheiro – Confundidos (Aquarius Tribal Fusion e
Núcleo de Cultura da Fafire)

Melhor
Bailarina Solo, Duo ou Trio

Jeane Freitas – Rosa e Paulo
(Studio de Danças)

Melhor
Figurino Solo, Duo ou Trio

Não houve nenhuma indicação

Melhor Coreógrafo(a)
Solo, Duo ou Trio (empate)

Flávia Barros  – Rosa e Paulo (Studio de Danças) e Alê Carvalho e Caio Pinheiro – Confundidos
(Aquarius Tribal Fusion e Núcleo de Cultura da Fafire)

Melhor Coreografia Solo, Duo ou Trio (empate)

Rosa e Paulo (Studio de Danças –Recife) e
Confundidos (Aquarius Tribal Fusion e Núcleo de Cultura da Fafire – Recife)

Comissão
julgadora: Raimundo Branco, Míriam Asfóra e Liana Gesteira.

Portal Pernambuco Nação Cultural

Eventos Culturais

Texto mais acessado

Vídeo mais acessado

Áudio mais acessado

Imagem mais acessada

Conteúdo sob Licença Creative Commons
Fundarpe - Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco
Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista, Recife - PE - Brasil. CEP: 50.050-000. Fone: +55 81 3184.3000